Megha News

Notícia

Piloto soviético desaparecido há 30 anos quer voltar para a Rússia


Por Beatriz Sanz Mundo 1 de Junho de 2018 às 20:58
Piloto soviético desaparecido há 30 anos quer voltar para a Rússia Avião soviético do período da intervenção no Afeganistão Reprodução/Youtube
Avião de Alexander Mironov foi abatido no Afeganistão em 1987. O piloto que participou da intervenção no país era considerado morto

Um piloto soviético que desapareceu em 1987 e era considerado morto foi encontrado no Afeganistão na última quinta-feira. A informação é da Agência de Notícias russa Tass.

O piloto que foi identificado como Alexander Mironov. Ele atuou durante a intervenção soviética no Afeganistão que aconteceu entre 1979 e 1989. A aeronave de Mironov foi abatida e seu corpo nunca havia sido encontrado.

Quando as tropas soviéticas abandonaram o campo de batalha, em 1989, cerca de 300 soldados foram considerados desaparecidos. Até agora, ao menos 30 foram encontrados vivos e voltaram para seus países de origem.

Esse é o desejo de Mironov após 30 anos. Ele quer voltar para a Rússia. Acredita-se que o piloto desaparecido já tenha mais de 60 anos de idade atualmente.

A localização de Mironov ainda não foi confirmada, mas supõe-se que ele esteja no Paquistão, onde o Afeganistão tinha campos de prisioneiros de guerra.

Os negociadores, no entanto, calculam que sua volta deve demorar ao menos mais um ano para acontecer, devido a questões burocráticas.

"Seu retorno para casa exigirá trabalho intensivo por parte de organizações públicas e diplomatas e levará cerca de doze meses", afirmou à Tass um dos negociadores que não quis se identificar.

Valery Vostrotin, o presidente da comissão do Ministério da Defesa para prisioneiros de guerra e desaparecidos em ação comanda as negociações.